FISIOVITAL-Quando-escrever-a-mao-e-um-desafio

Quando escrever à mão é um desafio!

 

Todas as pessoas que convivem com artrite reumatoide já devem ter percebido que escrever, às vezes, se torna um desafio.

As canetas, a maioria fina e roliça, não oferecem estabilidade para segurá-las de forma confortável. A sensação que temos é que a caneta vai se soltar e a nossa grafia se torna algo bem diferente (a minha letra hoje é praticamente ilegível depois de escrever meia folha de caderno).

Para tornar a escrita confortável e menos frustrante, existem também “adaptadores para escrita”, de borracha ou silicone, para colocarmos nas canetas, lápis e lapiseiras. São facilmente encontrados pelos nomes “adaptação bulbo para escrita”, “adaptação multi size para escrita”, “adaptação triangular” e “adaptação passarinho”.

Para pessoas com deformações severas de mãos, ou para as crianças com artrite idiopática juvenil, existem adaptadores mais específicos chamados de “auxiliar para escrita slip on”. Há várias marcas, mas a maioria tem esse nome. Ela é uma órtese extremamente útil e funcional para escrita que se acomoda nas mãos, dando estabilidade para segurar a caneta.

A dica para escolher uma caneta é preferir as grossas e que tenha uma proteção de borracha na base, dando firmeza para escrever e sendo bem parecidas com as canetas com as adaptações.

Os adaptadores para escrita são encontrados nas lojas virtuais de reabilitação e nas lojas de materiais médicos, hospitalares e de reabilitação.

Uma dica para quem tem dificuldade em fazer uma prova escrita é solicitar ao seu médico reumatologista um relatório descrevendo a doença, citando a característica das dores em mãos e punhos, e encaminhar esse relatório à secretaria da escola ou da faculdade junto com um requerimento solicitando autorização de fazer a prova em uma versão digital. Esse é um direito de todos, basta você exigi-lo.