O que é Kinesioterapia?

O que é Kinesioterapia?

A Kinesioterapia surgiu através da ciência que estuda o movimento – a Cinesiologia – e foi desenvolvida com o propósito de otimizar a performance desportiva, tanto a nível da recuperação e prevenção como também de otimização da eficácia biomecânica do movimento. Todavia, estas ligaduras neuromusculares são uma excelente técnica de reabilitação para todas as patologias de foro músculo-esquelético e circulatórias. Os seus principais efeitos fisiológicos são:

EFEITO ANALGÉSICO
Favorece a estimulação dos recetores existentes tanto a nível cutâneo como subcutâneo, que permitem modelar os impulsos aferentes e regular os mecanismos dolorosos, aliviando a dor;

EFEITO DE SUPORTE
Garante suporte ao contornar o grupo muscular que se pretende estimular ou proteger.

EFEITO DRENANTE
Facilita o aumento de espaço disponível entre a fáscia superficial, tecido subcutâneo e músculos, melhorando desta forma a circulação sanguínea e linfática. Este efeito vai reduzir o sobreaquecimento dos tecidos e a presença de substâncias químicas nos tecidos, o que consequentemente irá diminuir os estados inflamatórios.

EFEITO DE AJUSTAMENTO
Possibilita a correção de desalinhamentos articulares, reposiciona o eixo de movimento de uma determinada articulação, alivia tensões, e por fim, melhora a amplitude e qualidade de movimentos.

 

Kinesio Taping – Evidências científicas no uso em lesões musculares

O tratamento
A Kinesio taping é uma técnica de reabilitação projetada com a finalidade de facilitar o processo de cura natural do corpo, através de apoio e estabilidade aos músculos e articulações, sem restringir por completo a amplitude de movimento. Esta técnica pode ser amplamente explorada nas diversas populações que vão desde a pediatria a geriatria, devido sua segurança. Apresenta excelentes resultados no tratamento de lesões dentro das áreas de ortopedia, neurologia e outras condições médicas. Essa bandagem é aplicada de acordo com as necessidades do paciente, após uma criteriosa avaliação, auxiliando ao retorno do equilíbrio corporal.

  • Mecanismos de correção:

    • Correção da função muscular, recrutando a musculatura debilitada

    • Melhorar a circulação sanguínea e linfática

    • Diminuir a dor

    • Reposicionar as articulações subluxadas, aliviando a tensão dos músculos anormais

    • Aumento da propriocepção através da excitação dos mecanorreceptores

Evidências científicas
Muitos estudos têm explorado essa técnica de reabilitação em lesões, luxações e dores de um modo geral. Esses estudos vêm comprovar a eficácia da técnica em sua utilização isolada ou conjunta com demais tratamentos fisioterapêuticos.

A Kinesio Taping é atualmente considerada pelos fisioterapeutas como um método de apoio à reabilitação e modulação de alguns processos fisiológicos.

Alguns autores afirmaram que a Kinesio Taping tem efeitos apenas em curto prazo, correspondendo ao período máximo de uma semana; outros, no entanto, comprovaram os efeitos positivos após duas semanas de aplicação. O que relatam relevante por se tratar de um efeito tardio sobre a dor, dado através da constante informação de correção articular e propriocepção, que podem melhorar o posicionamento articular durante as atividades, gerando melhor vantagem mecânica às articulações.

Além dos efeitos sobre a atividade muscular, a aplicação da Kinesio Taping pode, também, ter efeitos psicológicos. Segundo alguns autores, os voluntários também relataram maior segurança, conforto e facilidade na execução dos seus movimentos.

Conclusões
A Kinesio Taping é capaz, isoladamente ou em conjunto com outra intervenção, de facilitar ou inibir a função muscular, manter o posicionamento articular, reduzir a dor e fornecer feedback proprioceptivo para obter e manter alinhamento corporal. O aumento da entrada proprioceptiva pela estimulação sensorial, resultante da aplicação da Kinesio Taping, pode reforçar o controle postural e facilitar o seu retorno à atividade anterior.

Kinesio Taping: Definição
A Kinesio Taping é uma técnica que utiliza bandagem elástica adesiva sobre a pele proporcionando um mecanismo de pressão/força. Essa técnica foi inventada por um quiropraxista, Dr. Kenzo Kase em 1970 no Japão, utilizada para auxiliar no tratamento de lesões traumáticas de nervos e músculos. Por apresentar a propriedade elástica, após a aplicação promove uma tração constante na pele com força para cima, diferente de uma bandagem comum.